Banner São Luiz – Miguel Dias

O que comer e o que não comer antes do treino

Conheça os vilões e mocinhos consumidos no pré-treino

21 de julho de 2014

suplementos-treinoFique de olho! Alguns alimentos podem reduzir o desempenho durante a atividade física, agindo contra os seus objetivos. A nutricionista Ticyana Falcão, de Fortaleza, listou quais você deve evitar consumir na hora que antecede o treino.

Alimentos gordurosos, como castanhas, abacate, leite integral, iogurte integral, queijos amarelos, carne vermelha, salgadinhos e chocolates não devem fazer parte do pré-treino.

“São alimentos que possuem uma digestão difícil e lenta, pois causam o retardo do esvaziamento gástrico, causando desconforto gastrointestinal, náuseas e até vômitos”, explica Dra. Ticyana.

Ao contrário do que se pensa, o excesso de fibras, como barras de cereais, grãos, aveia, vegetais, granola, linhaça e chia também não são indicados. São alimentos de difícil digestão e podem ocasionar os mesmos sintomas citados acima.

Os alimentos de índice glicêmico alto como açúcar, refrigerantes, doces também devem ser evitados. “Esses alimentos são digeridos rapidamente e causam um aumento rápido da glicose no sangue, ocasionando um resposta instantânea da insulina, induzindo a uma possível hipoglicemia, sensação de fraqueza e tontura durante o treino”, esclarece a nutricionista.

Mas, afinal, o que pode ser consumido? 

A nutricionista atenta para a importância de se alimentar antes do treino, já que é essa alimentação que vai fornecer todos os nutrientes necessários durante o exercício. “O plano alimentar e a refeição antes do treino são o ponto inicial para proporcionar ao praticante de atividade física condições fisiológicas adequadas para o treinamento”, afirma.

Deve-se optar por um lanche rico em carboidrato, como torradas, pães, macarrão, batata doce, arroz, frutas ou aveia e também com uma quantidade moderada de proteína magra, como queijo cottage, clara de ovo, peito de frango, omelete ou peixes magros. “O carboidrato é o responsável por fornecer a energia de forma mais rápida, ele é o maior combustível utilizado pelo nosso corpo durante o treino”, esclarece.

 

10522843_1443259245936550_1468899231_n

Aqui a ideia genial das meninas do @queridavidasaudavel: aproveitaram as frutas (kiwi, morango e uva) das caipiroskas da Copa e adicionaram iogurte 0% e granola para um lanche saudável. Deu até água na boca!

 

A proteína se torna responsável por proteger a massa muscular de ser utilizada durante o treino como fonte de energia, além de ajudar também na recuperação muscular após o treino.

 

917190_721496144578573_1434226321_n

Este é o cardápio de Arielle Aguilera (@aryaguilera): tapioca recheada com whey de chocolate e coco ralado. Ainda mata a vontade do doce!

 

Outro ponto muito importante pela nutricionista é lembrar que quanto mais próximo o consumo do lanche do horário do treino mais fácil deve ser a digestão dele. Dessa forma, os alimentos ricos em fibras, não podem ser fornecidos pouco tempo antes do treino.

 

10499266_1456287304617975_599640052_n

Ingrid Machado (@ingrid_machado) se deliciando com bananas amassadas, cookies e amaranto. Até o cachorrinho ficou de olho!

 

Gostou das dicas? É importante ter em mente que, para melhores resultados, o ideal é que se procure a orientação de um nutricionista, para que ele possa avaliar a frequência, a intensidade e a duração do treino, já que o tipo de alimento e a quantidade, variam de acordo com o peso do indivíduo e o objetivo.

O nutricionista também levará em conta a disponibilidade de horário do consumo do lanche pré-treino para prescrever uma dieta com segurança e individualidade.

 

Captura de tela 2014-05-28 às 07.34.44

Ticyana Falcão

Nutricionista

Serviço:
Ticyana Falcão Nutrição
Rua Padre Luis Figueira, 335 – Aldeota
Contato: (85) 3181.3005




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: