Greenlife Academias 2022

Saiba como fazer um repelente caseiro de citronela contra mosquitos

Plantas medicinais podem ser usadas em soluções contra mosquitos e insetos

1 de junho de 2022
Solução caseira de repelente natural com citronela pode ajudar no combate aos mosquitos. (Foto: Divulgação).

Solução caseira de repelente natural com citronela pode ajudar no combate aos mosquitos. (Foto: Divulgação).

O Brasil vive um surto das arboviroses, doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, como dengue, chikungunya e zika. Boletim epidemiológico do Governo Federal, do dia 14 de maio, registrou um aumento de 165% nos casos de dengue, 74% de chikungunya e 70% de zika, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Para ajudar na proteção contra o mosquito, a estudante Evelyn Cristine, do curso de Farmácia do Centro Universitário Fametro (Unifametro), ensina uma solução caseira de repelente natural.

> Chikungunya: fique alerta para combater a reprodução do mosquito Aedes aegypti

Citronela – Repelente

“Em um recipiente de sua preferência, basta misturar 30 gotas de óleo essencial de citronela, 100 ml de água e, se preferir, acrescente alguns cravos, na quantidade que desejar. Após isso, é só derramar a solução em um borrifador e espalhar pelo ambiente”, ensina Evelyn. A estudante alerta, no entanto, para evitar o contato da solução com a pele, evitando riscos de intoxicação.

> Osteonecrose da cabeça do fêmur: doença atinge pacientes mais jovens

Segundo Suzana Bezerra, coordenadora do curso de Farmácia da Unifametro, o uso de repelentes naturais, feitos a partir de substâncias derivadas de plantas medicinais, como a citronela ou o cravo da índia, são uma boa alternativa para pessoas com receio ou restrições aos repelentes industrializados.

“Mulheres grávidas, crianças e idosos são um público mais propenso a ter alergias a repelentes industriais, a citronela é um produto com eficácia repelente comprovada. Com ela, também é possível formular cremes e loções para uso na pele, ajudando a repelir os insetos que surgem nessa época de chuvas e possíveis vetores de doenças como dengue, chikungunya e zika”, explica a profissional.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:




LEIA MAIS:




COMENTE: