Banner Orgânico

Segundo pesquisa, carboidrato é pior para o coração do que gordura

A gordura foi associada a menor risco total de mortalidade.

1 de setembro de 2017
Pesquisa mostra que carboidrato aumenta risco de mortalidade cardiovascular.

Pesquisa mostra que carboidrato aumenta risco de mortalidade cardiovascular.

Carboidrato. Um estudo apresentado na última terça-feira (29) no Congresso Europeu de Cardiologia em Barcelona, na Espanha, defendeu que as gorduras não são os principais “assassinos” do coração, e sim os carboidratos. A pesquisa “PURE” (Prospective Urban Rural Epidemiology) foi conduzida pela Universidade de Hamilton, em Ontário, no Canadá.

>Anvisa suspende lotes de paracetamol e amoxicilina
>Excesso de ácido fólico na gravidez pode elevar risco de autismo
>As coisas que você não sabia sobre o Ômega 3

Publicada na revista científica “Lancet”, a pesquisa questiona dezenas de estudos e trabalhos científicos sobre a prevenção da saúde cardíaca. Segundo Mahshid Dehghan, pesquisador do Instituto de Pesquisa em Saúde da População da Universidade McMaster, “a redução da gordura não melhoraria a saúde das pessoas”. Os benefícios seriam resultados da redução de glicídios (carboidratos) e “do aumento da gordura total em até 35%”.

Estudo e resultados apresentados

Foram analisadas mais de 135 mil pessoas de 18 países de baixa, média e alta renda. Os resultados demonstram que a alta ingestão de carboidratos gera um grande risco de mortalidade cardiovascular”. Já a ingestão de gordura foi associada a menores riscos. As pessoas que mais consumiram gordura apresentaram uma redução de 23% no risco total de mortalidade, além de ter 18% a menos de chances de sofrer um acidente vascular cerebral.

Cada tipo de gordura foi associada a uma redução no percentual total dos riscos de mortalidade: saturada (-14%); monoinsaturada (-19%), poliinsaturadas (-29%). Entretanto, uma maior ingestão de gordura saturada também foi associada a uma redução de 21% no risco de um acidente cardiovascular (AVC).

Carboidrato: tema controverso

Alguns regimes pregam o corte total dos carboidratos na dieta. No entanto, os carboidratos são a principal fonte de energia para o corpo. Sem isso, não teríamos como realizar as tarefas diárias: o corpo ficaria enfraquecido, causando tonturas, dor de cabeça e falta de ânimo.

Além disso, com a privação das calorias necessárias, presente nos carboidratos, o corpo consome a massa magra, deixando apenas a gordura. Seu corpo desacelera, entra em um “modo de economia”, ou seja, nada de emagrecimento.

Antes de retirar qualquer nutriente do cardápio, um nutricionista deve ser consultado. Somente um profissional pode orientar uma reeducação alimentar e como alcançar os resultados desejados de forma saudável, sem comprometer sua saúde.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: