São Luiz RioMar

Uso inapropriado de salto alto pode prejudicar a sua saúde

Saiba como escolher o salto ideal para evitar problemas

20 de abril de 2018
Procure saltos não muito altos e nos tamanho certo do seu pé. (Foto: Banco de imagens)

Procure saltos não muito altos e nos tamanho certo do seu pé. (Foto: Banco de imagens)

Muitas mulheres adoram usar salto alto e não se atentam para os riscos que isso pode trazer para a saúde. Caso usado de forma excessiva, o salto pode afetar os pés, tornozelos, calcanhares, joelhos, pescoço e até mesmo a coluna e a região lombar.

> RPG: conheça mais desta técnica que vai além da correção postural
> Dores na coluna não impedem atividade física
> Nova técnica de tratamento manual promete aliviar dores crônicas
> Treino em casa para os dias de chuva

O uso do salto altera a posição do corpo ao caminhar. Isso acontece por conta da mudança na angulação da coluna devido à elevação do pé. Além disso, o peso colocado em cima dos dedos também pode prejudicar desde a postura até a forma de andar. Os problemas mais comuns são dores e inchaço nos pés, tornozelos, calcanhares, joelhos, região lombar, pescoço e coluna.

Quanto mais alto o salto, maior pode ser a complicação, por isso é necessário escolher o tipo mais adequado. O médico ortopedista e presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT-CE), Tiago de Morais Gomes, indica a melhor opção para evitar o transtorno. “Para o dia a dia, se for realmente preciso o uso do salto alto, é muito importante que seja o mais baixo possível e que seja plataforma, pois interfere menos no desnível entre a parte da frente e a parte de trás do pé”, afirma o ortopedista.

Devo parar de usar salto?

Segundo o ortopedista, o salto pode ser usado sim, mas com moderação e em casos que não tenha complicação grave de saúde já diagnosticada. “O ideal é usar apenas em ocasiões especiais, uma ou duas vezes na semana. O uso exagerado pode trazer consequências na postura e dores nas articulações”, alerta.

Dica: para evitar os problemas, primeiramente procure sapatos que respeitem o formato dos seus pés. Evita calos e problemas mais sérios! Alterne o uso entre saltos não tão altos, faça alongamento dos músculos da panturrilha e evite ficar muito tempo em pé quando o estiver usando.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: