Telesaúde

Tratamentos estéticos que podem ser feitos durante e após a gravidez

Saiba o período certo para não ter surpresas desagradáveis

10 de março de 2015

creme-gravidez-perigosDurante a gravidez o metabolismo fica mais lento e a mulher tende a armazenar gordura com o intuito de priorizar a nutrição fetal através da placenta. Com isso, há ganho de peso e gordura depositada principalmente no abdômen. No resguardo as mulheres começam a se preparar para procedimentos estéticos, já que muitas engordam ou adquirem as temidas estrias.

A pressa em voltar ao corpo antigo faz com as mães comecem a procurar as clínicas. No entanto, essa vontade não pode ultrapassar os limites médicos. Conversamos com a Dra. Denise Vasconcelos, ginecologista e obstetra de Fortaleza, que contou quais tratamentos estéticos são indicados no pós-parto.

1) Drenagem linfática

Pode ser feita na gravidez (a partir do terceiro mês) e de 30 a 60 dias depois do parto. Auxilia  na ativação da circulação e diminui a retenção de líquidos que são causam de inchaço, dor e cãibras.

2) Estimulação ou corrente russa

É um aparelho de eletroestimulação que atua no nível muscular, promovendo aumento da força e do volume muscular, melhorando a circulação local e combatendo a flacidez. Pode ser feito 60 dias após o parto.

3) Manthus

É um aparelho que combina ultra-som com correntes elétricas e garante ótimos resultados no combate à celulite, tanto pela diminuição da gordura localizada quanto pelos efeitos da drenagem mecânica. Pode ser feito 60 dias após o parto.

Comece a prevenção na gravidez

Segundo a médiimagem-gestanteca, os melhores tratamentos devem ser feitos ainda durante a gravidez como forma de prevenção das estrias. “O uso de hidratantes é um tratamento preventivo aconselhável. Outra coisa que melhora a flacidez da pele é a atividade física. Manter uma rotina de exercícios ajuda a tonificar a musculatura, diminui a flacidez da pele e a mulher tende a voltar à forma mais rápido”, afirma a especialista.

Muitas mulheres reclamam do aparecimento de celulites, de inchaço e retenção de líquidos. Para isso a ginecologista defende que uma dieta balanceada e com pouco sódio é o primeiro passo.

Cuidado!

Não esperar o tempo de resguardo necessário para a realização de tratamentos estéticos pode causar muito desconforto. A dor é o principal sintoma, pois, segundo a ginecologista, ainda está havendo a cicatrização e recuperação do corpo.

Sempre ouvimos dizer que algumas famosas já saem das salas de parto operadas e “plastificadas”, não é mesmo? Pois a especilista afirma que isso é possível, mas não recomendado. “Durante a gravidez, há uma série de alterações que preparam o organismo da mulher para essa fase. Quando o bebê nasce, essas alterações tendem a regredir e isso leva em torno de seis semanas, esse é o período mínimo para que o corpo volte ao normal”, explica.

Se antes disso for feito algum procedimento, há o risco de não ficar adequado esteticamente, pois o corpo ainda vai sofrer mudanças, uma vez que ainda há muito líquido retido. Sem falar no risco de trombose e sangramento maior que o normal, já que na gravidez existem alterações na coagulação do sangue que só são normalizadas bem depois. Então, nada de vaidade de mais. A saúde do seu corpo é muito mais importante. Espere o tempo necessário para se deliciar com os tratamentos e, claro, com a maternidade!

Dra. Denise

Dra. Denise Vasconcelos

Ginecologista e Obstetra

Serviço:
Denise Vasconcelos Ginecologia e Obsterícia
Rua José Vilar, 1541, Meireles
Contato: (85) 3038.8400/ 3038.8401/ 3038.8402




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: