São Luiz RioMar

Overtraining: os efeitos do excesso de treino para a saúde

Entenda mais sobre a síndrome que pode prejudicar a sua saúde física e mental

25 de janeiro de 2018
Overtraining

Os efeitos do Overtraining na sua saúde.

O Overtraining é caracterizado pela prática excessiva de exercícios físicos que acarretam complicações na saúde física e mental do corpo.

O problema ocorre geralmente quando o esportista não segue uma linha de exercícios equilibrada e exagera na quantidade de atividades, superando limites do próprio corpo de uma forma negativa. As consequências vão desde problemas nos músculos e nas articulações até disfunções no sistema imunológico e psicológico.

> A influência do Ômega 3 na dieta
> Antes e Depois: menos 33 kg e muito mais saúde
> Treino: 12 alimentos para turbinar seu rendimento
> Intolerância ao glúten: principais sintomas e tratamento

De acordo com o clínico geral e especialista em medicina ortomolecular Dr. Lucas Teixeira “O Overtraining é uma síndrome fisiológica que acontece quando não há o tempo necessário de recuperação da célula, do organismo em si. Todo treino tem desgaste, inflamação e recuperação. Se há um desgaste intenso sem tempo de recuperação, todo o efeito do treinamento acaba sendo contrário”, explica.

Sintomas

Além do excesso de treinamento, a alimentação e o estado emocional do atleta também influenciam no desenvolvimento da síndrome. Segundo o médico, o hormônio cortisol, apesar de ser considerado benéfico para saúde, quando exposto em grandes quantidades pode colaborar para o surgimento do Overtraining.  “Quanto mais tóxico é o alimento, como massas, frituras e açúcares, pior para o organismo, mais estresse e isso também aumenta o cortisol”, explica.

Entre os principais sintomas do Overtraining estão:

  • Perda de condicionamento físico  
  • Dor muscular contínua
  • Sensação de fadiga
  • Elevação significativa da frequência cardíaca em repouso
  • Mudança de humor com quadro de depressão e fácil irritabilidade
  • Queda da resistência no sistema imunológico
  • Dificuldades para dormir
Tratamento

O primeiro passo para tratar a síndrome é descansar. O repouso é indispensável para recuperar as energias. “Tem que tirar os estresses, recuperar o condicionamento físico perdido, diminuir o cortisol, dormir direito, alimentar-se bem e parar os treinos por um tempo”, indica Dr. Lucas.

Dica: Aposte em uma dieta balanceada com verduras, frutas, proteínas e gorduras boas (castanhas, amêndoas, abacate, óleo de coco).




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: