São Luiz RioMar

Outubro Rosa: conscientização e combate ao câncer de mama

A campanha é realizada mundialmente no mês de outubro, em alusão ao Dia Internacional de Combate ao Câncer de Mama (19 de outubro)

4 de outubro de 2018
O laço cor-de-rosa integra o Outubro Rosa no mundo inteiro como símbolo do movimento, que visa à integração da população na causa. (Foto: Banco de Imagens)

O laço cor-de-rosa integra o Outubro Rosa no mundo inteiro como símbolo do movimento, que visa à integração da população na causa. (Foto: Banco de Imagens)

O Outubro Rosa é uma campanha mundial realizada anualmente no mês de outubro, que busca a conscientização acerca da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

O laço cor-de-rosa integra o Outubro Rosa no mundo inteiro como símbolo do movimento, que visa à integração da população na causa. A campanha proporciona ações durante todo o mês de outubro nas instituições médicas, públicas e privadas, como exames gratuitos ou com preço reduzido.

> Outubro Rosa: Sesc promove ações de prevenção contra o câncer de mama
A importância do acompanhamento psicológico para emagrecer com saúde

> Proteína para vegetarianos: mantenha o equilíbrio na alimentação e bombe os músculos
Yoga: a revolução interna que traz equilíbrio entre corpo, mente e espírito

O câncer de mama é causado por alterações genéticas, que podem ser estimuladas por fatores ambientais como, o uso de hormônios inadequados, início de menstruação precoce, menopausa após os 55 anos, excesso de peso e ingestão excessiva de bebida alcoólica.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a partir de 2018, estima-se que cerca de 59.700 novos casos de câncer de mama sejam diagnosticados no Brasil por ano. O número indica que a cada 100 mil mulheres, cerca de 56 possam desenvolver a doença. No Nordeste, 11860 casos são previstos para diagnóstico, sendo 2200 no Ceará e 1410 só em Fortaleza.

Sintomas

Um dos sintomas mais comuns do câncer de mama é o aparecimento do nódulo ou caroço  no seio. Pode ser indolor, duro e irregular, mas também existem tumores arredondados e macios. Após a identificação, é fundamental procurar um médico, ao primeiro sinal de mudança.

Sinais de alerta:

– Mudança na cor, no tamanho ou no formato do seio;

– Inchaço em parte da mama;

– Irritação, vermelhidão, descamação ou aparecimento de irregularidades na pele, como covinhas ou franzidos;

– Saída de secreção espontânea, incolor ou hemorrágica pelo mamilo e/ou retração, desvio ou dor no mesmo;

– Caroço duro na axila.

Fonte: Instituto do Câncer do Ceará (ICC)  

Prevenção

A prevenção é imprescindível no combate ao câncer de mama. De acordo com o INCA, algumas mudanças de hábitos, como a prática regular de atividades físicas, alimentação saudável e o controle do peso corporal são o primeiro passo para garantir a saúde no geral. A estimativa é que até 30% dos casos da doença podem ser evitados com a adoção de hábitos mais saudáveis.

Autoexame

Passo a passo do autoexame. (Foto: ICC)

Passo a passo do autoexame. (Foto: ICC)

A forma de identificação inicial do câncer de mama comumente acontece em casa. Ao realizar o autoexame ou exame de toque, a mulher pode sentir algum nódulo estranho no seio e descobrir o tumor. O indicado é que o autoexame seja feito mensalmente, a partir dos 20 anos, entre 7 a 10 dias após o início da menstruação.

ATENÇÃO: O autoexame não substitui o exame clínico das mamas e a mamografia.

Mamografia

A mamografia é o exame mais importante para o diagnóstico precoce do câncer de mama, pois pode detectar o tumor antes de aparecerem os sintomas graves. No entanto, ela não previne o aparecimento do câncer de mama, apenas possibilita um diagnóstico em fase inicial, o que colabora para a eficácia do tratamento. A recomendação é que as mulheres façam a sua primeira mamografia entre os 35 e 40 anos. Após esta idade, deve-se repeti-la anualmente.

> Confira a programação especial do Outubro Rosa no Serviço Social do Comércio (Sesc-CE),  em Fortaleza.

Outubro Rosa: Sesc promove ações de prevenção contra o câncer de mama




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: