São Luiz RioMar

Intolerância ao glúten: principais sintomas e tratamento

Saiba como identificar as características da alergia

15 de Janeiro de 2018
Intolerância ao glúten

Alimentos que contém glutén.

 O glúten é uma proteína que se encontra na semente de alguns alimentos como o trigo, centeio e aveia. Algumas pessoas desenvolvem a intolerância ao ingrediente por conta da dificuldade do intestino em digerir alimentos que o contenham.

Os principais sintomas da intolerância são inchaço e dor abdominal, diarreia crônica, emagrecimento sem controle e enxaqueca.

> Carboidrato para proteger músculos e auxiliar na queima de gordura
> Lei obriga fabricante a informar no rótulo a presença de lactose nos alimentos
> Receita de Muffin de coco sem glúten e sem lactose

 

Apesar de ter uma prévia disposição genética, não necessariamente a pessoa nasce com a intolerância. A doença pode se desenvolver em qualquer fase da vida.  

O tratamento é simples, porém radical: eliminar totalmente o glúten. O cuidado deve ser redobrado com os alimentos ingeridos. Algumas receitas sem glúten, caso feitas com materiais que foram usados para receitas com o componente, podem propiciar uma contaminação cruzada.  

Dieta sem glúten

Apesar de alguns alimentos que são calóricos como massas, pães e bolos conter glúten, isso não significa que a proteína seja calórica também. Quando incluído em uma dieta equilibrada, ele é benéfico. Além de melhorar a flora intestinal, o glúten aumenta a absorção de vitaminas e ajuda no controle da glicemia. O indicado é procurar um nutricionista para prescrever a dieta mais apropriada, dependendo do objetivo do paciente. 

Doença Celíaca

O caso de intolerância permanente ao glúten também é chamado de doença celíaca. A reação ao consumo do ingrediente pode provocar uma lesão na mucosa do intestino. Para controlar, é necessário uma dieta regrada, totalmente sem glúten e bem equilibrada para repor os nutrientes presentes em outros alimentos. Em casos extremos, a pessoa pode chegar a desnutrição por conta da má digestão de nutrientes.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: