publicidade AMC setembro 04/09

Mitos e verdades sobre rosácea

A rosácea pode acometer outras partes do rosto

3 de maio de 2024

A rosácea é uma doença vascular inflamatória que atinge a região centro fácil, deixando as bochechas avermelhadas, queimando e a pele sensível. Aparece normalmente em adultos entre 30 e 50 anos, sendo mais comum em mulheres com a pele mais clara.

> Anvisa lança painel para consulta de preços de medicamentos

A doença aparenta alguns sinais e sintomas. “Vermelhidão na pele, dilatação de pequenos vasos permanentes, espessamento irregular, lobulado da pele do nariz e irritação nos olhos também são sintomas comuns, conjuntivite e ressecamento ocular podem aparecer em casos dessa doença” relata a médica dermatologista Fátima Tubini.

Não existe cura para a rosácea, mas há cuidados e tratamentos para controlar a doença. “O uso de bebidas alcoólicas, ingestão de alimentos muito quentes, frio e vento em excesso, exposição solar e estresse emocional devem ser evitados” conta Tubini que ressalta a importância de utilizar o protetor solar diariamente, evitar exercícios exagerados e visitar periodicamente um dermatologista.

> Postura ao dormir é fundamental para evitar lesões ou síndromes

Confira alguns mitos e verdades:

Atividade física não influencia na rosácea.
Mito. A atividade física é um dos fatores que influenciam na rosácea, devido a vasodilatação.

Não é necessário ter nenhuma restrição de cosméticos.

Mito. A rosácea deixa a pele sensível e com sensação de queimação, devido a isso é necessário tomar cuidado com os tipos de cosméticos utilizados, que devem possuir indicação médica.

Há predisposição genética para o aparecimento da rosácea.
Verdade. Foi observado que a origem da rosácea pode ocorrer devido a genética. Mas fatores externos podem agravar os sintomas.

Não existe tratamento para rosácea.
Mito. Embora não haja a cura para a rosácea, há tratamentos para controlar a doença como, remédios e aparelhos a base de luz.

A rosácea pode acometer outras partes do rosto, além das bochechas.
Verdade. Esta doença não atinge somente as bochechas, mas também os olhos, acarretando conjuntivite, dor e visão embasada.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:




LEIA MAIS:




COMENTE: