BANNER FORTALEZA CAPACITA

Fisioterapia respiratória é alternativa de tratamento para pacientes com pneumonia

A doença é uma infecção nos pulmões provocada por bactérias, vírus ou fungos

12 de novembro de 2021

A terapia respiratória auxilia na monitorização de suportes ventilatórios, como uso de oxigênio e ventilação mecânica. (Foto: divulgação)

O Dia Mundial da Pneumonia, celebrado no dia 12 de novembro, foi proposto pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com o intuito de conscientizar a sociedade sobre a importância da prevenção da doença, que é considerada a principal causa de morte em crianças de até cinco anos de idade.

No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde (MS), apenas em 2018, mais de mil óbitos decorrentes de pneumonia foram registrados em bebês e crianças de até quatro anos, sendo a doença uma das principais causas de morte infantil no País.

No caso dos idosos, mais de 80% das mortes por pneumonia no Brasil são de pessoas acima dos 60 anos, segundo o Ministério da Saúde, que aponta que esse público não só é mais vulnerável à infecção pulmonar, como também desenvolve a doença em sua forma mais grave.

> Anvisa autoriza fábrica argentina a produzir insumo para vacina

 

Casa de Cuidados do Ceará

A Casa de Cuidados do Ceará (CCC), unidade da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) gerida pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), possui uma equipe de profissionais que atuam com fisioterapia respiratória, uma das modalidades de tratamento para a doença, especialmente em pacientes idosos.

Segundo Aryadne de Oliveira Marques, coordenadora de Fisioterapia do equipamento, “a pneumonia provoca um aumento na secreção do pulmão, devido ao processo inflamatório, e a fisioterapia respiratória atua na higiene brônquica e na limpeza desses pulmões”. Em casos mais graves, indica Marques, a terapia auxilia, ainda, na monitorização de suportes ventilatórios, como uso de oxigênio e ventilação mecânica.

> Itapipoca: cooperativa promove programa de residência médica em emergência

A CCC foi implementada, inicialmente, com o intuito de oferecer reabilitação humanizada e multidisciplinar aos cearenses em recuperação após alta hospitalar, especialmente aos pacientes diagnosticados com Covid-19 que ficaram com sequelas pulmonares e ainda precisam de cuidados, além de outras doenças respiratórias ou crônicas.

Por isso, o tratamento de fisioterapia respiratória e motora é frequentemente utilizado pela equipe de saúde. “A maioria dos pacientes da Casa de Cuidados são idosos e acamados, e o fato de permanecer na cama faz com que esse paciente não se movimente e, consequentemente, acumule secreções mais rapidamente”, afirma Ítalo Joziel, fisioterapeuta da Casa.

Entre os benefícios da fisioterapia respiratória, estão a melhoria da respiração, mobilização dos músculos ventilatórios, desobstrução das vias aéreas e ampliação capacidade ventilatória do pulmão, proporcionando um bom funcionamento de todo o corpo. “Em caso de internamento devido à pneumonia, a fisioterapia respiratória e motora permite redução do tempo de internação do paciente. No caso de tratamento em casa, evita que o paciente seja hospitalizado”, pontua Bárbara Soares, que também faz parte da equipe de Fisioterapia da unidade.

> HGWA promove Semana da Prematuridade, em Fortaleza

Fisioterapia – Pneumonia

A doença é uma infecção nos pulmões provocada por bactérias, vírus ou fungos. O Streptococcus pneumoniae é o agente causador em 60% dos casos. Estima-se, de acordo com dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e de instituições como a Save the Children e Fundação Bill & Melinda Gates, que uma criança com idade inferior a cinco anos morra a cada 39 segundos no mundo por causa de pneumonia doença. Em 2019, foram mais de 800 mil óbitos de meninos e meninas nessa faixa etária no planeta.

Entre os principais fatores de risco para pneumonia, estão: tabagismo, alcoolismo (o álcool interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório), uso de ar-condicionado (deixa o ar seco, facilitando a infecção) e grandes mudanças de temperatura.

*Com informações da Sesa.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: