SEGOV ABRIL 2022

Cuidado com máscaras N95 falsificadas

é necessário tomar alguns cuidados na hora de adquirir o equipamento de proteção

17 de agosto de 2021

Escolher uma boa máscara é o ponto chave para não ter problemas na hora de sair de casa. A máscara N95 ou máscara cirúrgica, por exemplo, é a mais usada e se tornou importante na luta contra a Covid-19. Quando utilizadas de maneira correta, a eficácia delas atinge até 95% de proteção.

A Distrimédica, empresa de distribuição de produtos hospitalares, teve um aumento de 320% na procura de máscaras de proteção, principalmente pela internet. “A procura aumentou significativamente por esses tipos de produtos, principalmente quando vimos a importância e a eficácia deles no combate ao vírus. Mas é preciso ter cuidado na hora da compra, principalmente pela internet. Muitas vezes, as máscaras podem vir falsificadas, diminuindo a eficácia de proteção”, afirma José Maria, Diretor da Distrimédica.

> Covid-19: Brasil avalia aplicar dose de reforço a público específico

Como identificar uma máscara falsificada:

As máscaras N95 são consideradas um equipamento de proteção individual (EPI), que são reguladas pela Anvisa, que coloca padrões específicos para que realmente sejam de qualidade e ofereçam uma boa proteção.

> Governo do Ceará, UECE e Fiocruz firmam acordo para desenvolvimento de vacina cearense

Uma das características mais fáceis de identificar se o produto é original é checar se ele possui todas as camadas de proteção. José Maria recomenda que o comprador adquira mais de uma máscara, para que uma delas seja inspecionada por dentro. Ao verificar isso, o usuário deve encontrar 3 camadas de proteção.
” As máscaras oficiais possuem três camadas que são essenciais para uma proteção eficaz, que se caracterizam como externa, uma camada do meio onde possui uma tecnologia filtrante que é a mais importante e que faz a N95 ser tão poderosa na proteção, pois faz uma filtragem eletrostática, ou seja, ela atrai as partículas de saliva, onde pode conter o vírus e faz uma filtragem mais eficiente do que uma máscara de pano comum. E por último, a camada de contato facial fecha o pacote”, esclarece.

Além de verificar as camadas internas da máscara, vale observar se o produto possui marcação que indique a aprovação do Inmetro de forma legível. Também fique atento caso tenha enfeites ou adornos no produto, onde, geralmente, são indicativos de falsidade.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: