Assembleia novembro

Secretaria de Saúde incentiva doação de leite humano para bebês hospitalizados

Os bancos de leite humano têm como objetivos a proteção e o apoio ao aleitamento materno

20 de maio de 2019
Doação de leite

Doação de leite. Segundo a Sesa, o leite materno oferece anticorpos para proteger o recém-nascido de infecções, reduz a mortalidade infantil e ajuda no desenvolvimento cognitivo. (Foto: Banco de Dados)

No último domingo, 19, foi o Dia Nacional de Doação de Leite Humano. A data celebra e conscientiza sobre a importância do leite materno para o desenvolvimento dos bebês. Os Bancos de Leite da rede da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), espalhados por todo o estado, orientam e apoiam as mães que estão amamentando e que precisam ordenhar leite humano para estocar ou para doar.

Além disso, os bancos de leite possuem como propósito proporcionar proteção e apoio ao aleitamento materno. Entre as atividades estão o auxílio às mães no período da amamentação, com profissionais qualificados para orientar sobre a saúde da mãe e da criança.

Inclusive, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) destaca a importância da doação, principalmente para as crianças em internação. No caso, os bebês prematuros, de baixo peso e que não podem ser alimentados diretamente no seio da mãe, são os principais beneficiados.

> Dicas para amamentar sem sofrimento
> Unimed Ceará exibe Exposição “Amor que inspira” em homenagem ao Dia das Mães
> Mãe desperta do coma após sentir seu bebê no colo
> Semana Internacional da Tireoide acontece de 20 a 25 de maio

 

Principais benefícios do leite materno 

Segundo a Sesa, o leite materno oferece anticorpos para proteger o recém-nascido de infecções, reduz a mortalidade infantil e ajuda no desenvolvimento cognitivo. A orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que bebês sejam amamentados, exclusivamente, até os seis meses. A OMS também reforça a importância do leite materno para crianças até dois anos.

Passo a passo

A retirada de leite dos seios é importante para evitar a mastite puerperal e o ingurgitamento mamário, condição caracterizada pelo acúmulo de leite no peito, causando dor e aumento do volume das mamas. A ordenha estimula, ainda, a lactação em mulheres que precisam aumentar a produção de leite para alimentar e oferecer todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento da criança.

Fonte: Secretária de Saúde.

Fonte: Secretaria de Saúde.

O leite deve ser retirado após as mamadas, caso o bebê não tenha esvaziado o peito. A ordenha é uma prática que requer paciência e a retirada depende da produção de leite de cada mulher. Toda mãe que amamenta pode fazer a doação de leite.

> Blog da Lu Lopes: Principais dúvidas das mamães com Dra. Isa Xavier
> Moda e estilo: look fashionista para mães e e filhas

Saiba como doar

São 31 postos de coleta e bancos de leite humano em todo o Ceará. Além disso, existem também 16 salas de apoio à mulher trabalhadora que amamenta certificadas pelo Ministério da Saúde em. Em 2018, foram coletados 7.318 litros de leite humano, beneficiando cerca de 8.354 recém-nascidos internados.

A doação de leite humano pode ser realizada em quatros hospitais do Governo do Estado Ceará:

Em Fortaleza

Banco de Leite Humano do Hospital Geral Dr. César Cals
Atendimento: 24 horas por dia, todos os dias da semana
Avenida do Imperador, 545, Centro, Fortaleza
Contato: 0800 286-5678 / (85) 3101-5367

Banco de Leite Humano do Hospital Geral de Fortaleza
Atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h às 16h
Rua Ávila Goulart, 900, Papicu, Fortaleza
Contato: (85) 3101-3335

Banco de Leite Humano do Hospital Infantil Albert Sabin
Atendimento: segunda a sexta-feira, das 7h às 17h
Rua Tertuliano Sales, 544 – B, Vila União, Fortaleza
Contato: 0800 280-4169

No Interior

Banco de Leite Humano do Hospital Regional Norte
Atendimento: todas as quartas-feiras, das 7h às 18h
Avenida John Sanford, 1505, Junco, Sobral
Contato: (88) 3677-9467

FONTE: Secretaria de Saúde. 




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: