Banner Prêmio 2017

O único whey protein aprovado no teste do Inmetro no Fantástico

Das 15 marcas, 14 foram reprovadas

24 de agosto de 2014
whey protein aprovado no teste do inmetro no fantastico

O Met-Rx Shaping Every Body (EUA) foi o único whey protein concentrado aprovado nos testes. Ele custa cerca de R$ 175.

O Fantástico não contou, mas Saúde Fortaleza diz em primeira mão qual a marca de Whey Protein concentrado que passou em todos os testes realizados pelo Inmetro e veiculado pelo programa da TV Globo na noite deste domingo (24). Trata-se do whey protein importado da marca Met-Rx Shapping Every Body (EUA).

> Whey Protein: diferentes proteínas
> Proteína de arroz: alternativa ao Whey Protein
> Aprenda a fazer um sorvete de Whey Protein

Participaram do teste 15 marcas de whey, entre nacionais e importadas, e que são amplamente consumidas no Brasil, em distintas faixas de preço. A marca americana passou nos seguintes testes: Quantidade de proteínas, teor de proteínas, origem proteica, teor de carboidrato, substâncias não declaradas e rotulagem. Em todos os ensaios pesquisados a Met-Rx Shapping Every Body estava em conformidade.

O que a pesquisa mostrou

Os testes mostraram que das 15 marcas pesquisadas, 14 foram reprovadas. No tocante ao teor de proteínas, isto é, a relação entre os valores declarados pelo fabricante e a quantidade efetiva encontrada, 13% (treze por cento) das marcas analisadas apresentaram diferença superior a 20% em suas declarações de quantidade. Dessa forma, os produtos continham menos proteínas do que o apresentado no rótulo ao consumidor.

>> Quer receber um e-book totalmente GRATUITO com 13 receitas de bolos saudáveis?<<< 
>>>É só clicar aqui e se cadastrar! <<<

O ensaio sobre teor de carboidratos revelou os resultados mais preocupantes, com 73% das marcas apresentando diferença superior a 20% entre os valores de carboidratos declarados e aqueles efetivamente encontrados. Das onze marcas não conformes, oito apresentavam mais carboidratos do que o anunciado. Em casos mais graves, foram encontradas três vezes mais carboidratos do que o descrito no produto, o que pode comprometer a programação nutricional do usuário, trazendo para ele resultados indesejados.

resultado geral do teste inmetro fantastico whey protein

Das 15 marcas pesquisadas apenas uma foi aprovada.

Quanto à origem proteica, isto é, se o produto apresenta apenas a proteína do soro do leite, whey protein, apenas uma marca apresentou não conformidade. Foram encontradas proteínas provenientes do trigo e da soja junto àquelas do soro do leite, o que pode causar diferenças na absorção da proteína por parte dos usuários. O último ensaio químico verificou a existência de substâncias não declaradas nos produtos, em especial a cafeína. 26% das marcas analisadas apresentaram a presença de cafeína, sem que houvesse qualquer aviso ao consumidor quanto à presença da substância.

Um aspecto potencialmente menos perigoso à saúde, mas não menos importante, foi constatado no ensaio de rotulagem, no qual se verificou que 73% das amostras não estavam em conformidade com a regulamentação da Anvisa. As principais não conformidades dizem respeito à expressão de valores com casas decimais. No geral, dos noventa ensaios realizados, foram encontradas não conformidades em 33% deles, sendo mais de 73% referentes à declaração das quantidades das substâncias presentes e na expressão dos valores nos rótulos.

Conclusões dos pesquisadores

Resumidamente, das 15 (quinze) marcas analisadas, as marcas EAS 100%, Steel Nutrition e Sportpharma apresentaram o maior número de não conformidades, sendo reprovadas em 3 (três) ensaios cada uma. As marcas Pró-Profissional Line, Integral Médica, Solaris, Voxx, DynamicLab, Maxx Titanium, DNA, Universal, New Millen Suplementos e Nature`s Best foram reprovadas em 2 (dois) ensaios cada uma. A marca Body Action acabou reprovada em um ensaio e apenas a marca Met-Rx Shaping Every Body apresentou-se em conformidade com os requisitos estabelecidos.

Os problemas percebidos relacionam-se mais às informações sobre o produto do que ao produto em si. Não parece haver dúvidas de que os suplementos à base de proteína existentes no mercado tendem a conformidade quanto a sua classificação, isto é, são efetivamente suplementos à base de Whey Protein. No entanto, aquilo que o produto anuncia no rótulo em termos de conteúdo não é o que se verifica, seja por questão de mera adequação à expressão dos valores, seja – de forma mais grave – pela diferença no teor de carboidratos declarado.

Acesse o relatório completo aqui




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: