Greenlife agosto

Escolas podem fechar por 14 dias caso apresentem casos de Covid-19

Alunos e funcionários que tiverem tido contato direto com pessoa infectada também retornarão ao isolamento social

22 de setembro de 2020
escolas

Hábitos como uso de máscara e higienização das mãos serão reforçados nas escolas. Foto: Reprodução / Governo do Ceará

Instituições de ensino de Fortaleza poderão permanecer fechadas por 14 dias caso confirmem casos de Covid-19 entre alunos da mesma sala. Essa é uma das medidas do Protocolo das Atividades Educacionais divulgado no último domingo (20) pelo Governo do Ceará no Diário Oficial do Estado (DOE), com orientações sobre o retorno das aulas presenciais em escolas de Fortaleza.

> Ceará tem maior número de crianças com síndrome rara associada à Covid-19 no país

De acordo com o Protocolo, todos que tiverem tido contato próximo com a pessoa que testou positivo ficarão em quarentena durante o período. Quando houver confirmação de, pelo menos, dois casos na unidade de ensino, mesmo que em salas diferentes, a escola será fechada por 14 dias.

O documento também orienta sobre os seguintes aspectos:

  • Organização de um escalonamento dos horários de entrada, saída, intervalo, lanche e almoço;
  • Opção de ensino remoto;
  • Realização de testes de Covid-19 com profissionais da escola antes do início das aulas. Os funcionários também deverão ter tomado a vacina da H1N1;
  • Verificação das carteiras de vacinação de alunos e profissionais;
  • Proibição da entrada de pessoas com temperaturas maiores que 37,5ºC e/ou que apresentem sintomas gripais;
  • Utilização obrigatória de máscara;
  • Utilização de bebedouros apenas para encher garrafas pessoais;
  • Professores e alunos devem evitar usar bijuterias, joias, relógios, para facilitar a higienização das mãos.

“O fazer educativo, mais do que nunca, exigirá empatia para compreender e empreender numa nova e ainda desconhecida normalidade. Precisamos nos planejar com responsabilidade a fim de promover o ensino público de qualidade, de forma equitativa, considerando o contexto de cada unidade de ensino”, explica a secretária de Educação, Eliana Estrela, conforme publicado no portal do Governo do Ceará.

Aulas em Fortaleza

O Governador Camilo Santana autorizou o retorno de aulas do ensino fundamental e médio a partir de do dia 1º de outubro. A decisão foi divulgada no último sábado (19) e se aplica aos municípios da Macrorregião de Fortaleza.

> Crianças podem transmitir Covid-19 durante semanas, segundo pesquisa

Com isso, o as aulas presenciais em Educação de Jovens e Adultos (EJA), do 9º ano do Ensino Fundamental a 3ª série do Ensino Médio, inclusive profissionalizante, e o 1º e 2º ano do Ensino Fundamental podem retornar com 35% dos estudantes. Já no caso da Educação Infantil, a retomada pode ocorrer com até 50% da capacidade.

> Covid-19: medidas de segurança também são necessárias em viagens de avião

“Há todo um protocolo que nós vamos ter que cumprir e só poderá iniciar as atividades a partir do dia primeiro com esse protocolo cumprido. Caberá aos gestores municipais e donos dos estabelecimentos privados tomarem a decisão de garantir ou não o retorno dessas atividades presenciais”, afirmou o governador.

As demais macrorregiões do Ceará encontram-se na fase de transição da retomada das atividades desse setor. Portanto, atividades extracurriculares, aulas práticas e estágio para concludentes e não concludentes de cursos do ensino superior estão liberadas e educação infantil do setor privado com 35% da capacidade.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: