Barbara Palomares Instituto

Coronavírus (Covid-19) faz vítimas no Brasil

Para a diminuição do número de infectados pelo coronavírus, o Ministério da Saúde reforça hábitos de higiene e recomenda isolamento social

20 de março de 2020

O Ministério da Saúde registrou, na última quinta-feira (19), a ocorrência de 6 mortes pelo novo coronavírus (Covid-19) no Brasil. Destas, 4 aconteceram no estado de São Paulo e 2 no Rio de Janeiro. Ao total, segundo o órgão, são 621 casos confirmados da doença no país, presentes em 22 estados e no Distrito Federal.

Porém, as secretarias estaduais de saúde contabilizam 649 casos confirmados e 7 mortes; 5 em São Paulo e 2 no Rio de Janeiro.

> Coronavírus: saiba quais são os cuidados necessários no dia a dia

> Coronavírus: Ceará em estado de emergência de saúde pública

> Coronavírus no Brasil: tire suas dúvidas sobre a doença

Nas cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre, além dos estados de Pernambuco, São Paulo e Santa Catarina, foram identificados casos de transmissão comunitária, ou seja, quando não é identificada a origem da contaminação. Isso significa que o vírus está circulando entre pessoas que não viajaram ou tiveram contato com quem esteve no exterior.

Com o avanço do número de infectados no país, o Ministério da Saúde adotou medidas a serem adotadas pela população em geral e por unidades de saúde. Pessoas com sintomas como febre com tosse, dor de garganta ou dificuldade respiratória receberão máscaras e serão encaminhadas a uma sala para isolamento respiratório. Pessoas acima de 60 anos, pacientes com doenças crônicas, gestantes e puérperas até 45 dias após o parto são considerados prioridade.

A recomendação é que idosos acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco, façam distanciamento social.

Coronavírus

O vírus SARS-CoV-2, novo tipo de agente causador do Coronavírus, foi descoberto no final de 2019 na China, causando infecções respiratórias e ocasionando sintomas como febre, tosse e dificuldade para respirar.

A população deve estar em estado de alerta diante do contato com pessoas que apresentem os principais sintomas da doença, por meio de gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, toque ou aperto de mão, além de contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido do toque à boca, nariz ou olhos. Em caso de aparecimento desses sinais, é necessário procurar uma unidade de saúde.

No dia a dia, alguns hábitos podem ajudar na prevenção, como:

  • Lavar as mãos com água e sabonete (na falta, optar por desinfetante para as mãos à base de álcool) por pelo menos 20 segundos;
  • Evitar encostar nos olhos, nariz e boca sem higienizar as mãos;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • Limpar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Ao informar-se sobre formas de propagação e tratamento do Coronavírus, é importante ter atenção à procedência dos dados que estão sendo veiculados. Por isso, preparamos uma lista de mitos e verdades sobre a doença.

Cuidado com as fake news

Ao informar-se sobre formas de propagação e tratamento do Coronavírus, é importante ter atenção à procedência dos dados que estão sendo veiculados. Por isso, preparamos uma lista de mitos e verdades sobre a doença.

Alimentos como chá, mel ou uísque podem prevenir o Coronavírus?
FALSO! – Segundo o Ministério da Saúde, até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina ou alimento específico que possa prevenir a infecção.

Posso transmitir o Coronavírus mesmo sem apresentar sintomas?
VERDADEIRO! – Dados preliminares do SARS-CoV-2, divulgados pelo Ministério da Saúde, sugerem que a transmissão pode ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas. Porém, até o momento, não há informações concretas sobre quantos dias anteriores ao início dos sintomas a pessoa infectada passa a transmitir o vírus.

O ar do plástico bolha vindo da China traz o Coronavírus?
FALSO! – De acordo com o Ministério da Saúde, não há evidências de que produtos enviados da China para o Brasil tragam o novo coronavírus, já que, geralmente, ele não sobrevive mais de 24 horas fora do organismo humano ou de algum animal.

O Coronavírus foi criado em laboratório e é semelhante ao vírus HIV?
FALSO! – O Ministério da Saúde esclarece que não há registros científicos que comprovem essas informações.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: