Greenlife Academias novemrbo 2020

5 cuidados que os pais devem ter com a saúde ocular de crianças

Oftalmologista alerta para rotina de consulta das crianças

3 de agosto de 2020
saúde ocular

Saúde Ocular infantil: 60% das causas de cegueira e severo comprometimento visual infantil podem ser evitados ou tratados. Foto: divulgação.

Conhecimentos médicos atuais permitem a prevenção ou tratamento efetivo de pelo menos 60%  dos casos de cegueira ou condições que levam ao comprometimento visual infantil, segundo afirma a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os cuidados com a saúde ocular devem começar cedo, logo após o nascimento, e devem acompanhar as crianças até a vida adulta, destaca a médica oftalmologista Renata Vasconcelos.

> Consumo de bebidas alcoólicas e comidas industrializadas em excesso pode afetar fertilidade

“Tudo começa na maternidade, com teste do olhinho, um exame rápido que ajuda no diagnóstico e na prevenção de doenças oculares, mas não para por aí. O acompanhamento oftalmológico é vital durante a infância e deve ser intensificado de acordo com cada caso”, afirma.

A oftalmologista alerta que muitos problemas são agravados com hábitos inadequados e os pais e responsáveis devem estar atentos a isso.

> Mães de prematuros enfrentam desafios após o nascimento do bebê

Confira 5 dicas de cuidados com a saúde ocular infantil:

1- Atenção a alterações nos olhos

Alguns problemas oculares podem ser percebidos a partir de sinais e sintomas típicos. Portanto, caso sejam observadas alterações, como produção de secreção, lacrimejamento constante, vermelhidão, irritação, manchas nos olhos e reclamação de visão embaçada ou redução do campo de visão, por parte da criança, um oftalmologista deve ser procurado.

2- Proteção contra raios UV

A radiação ultravioleta do sol pode causar efeitos nocivos à saúde ocular de crianças e também dos adultos. Por isso, é recomendado o uso de óculos solares para garantir a saúde dos olhos. Vale destacar a importância de conhecer a procedência dos óculos adquiridos, uma vez que muitos não oferecem a proteção necessária contra os raios UV.

3- Controlar exposição às telas

A luz emitida por computadores, smartphones, televisores e tablets pode causar danos aos olhos. A princípio, o contato prolongado à ela pode causar irritação, fadiga visual e ressecamento dos olhos. O recomendado é que se faça pausas constantes ao fazer uso desses equipamentos e regular a luz de acordo com a luminosidade local.

4- Atenção aos cosméticos

Muitas crianças desenvolvem alergias ao utilizarem cosméticos, como maquiagens, mesmo os indicados para essa faixa etária. Caso se observe que a criança tenha ficado com os olhos vermelhos ou irritados, a primeira recomendação é lavar bem o rosto e retirar todo o produto. Em seguida, é fundamental procurar o pediatra.

5- Cuidado com a limpeza dos ambientes

Poeira, mofo e ácaros podem ser responsáveis por causar irritações nos olhos. Por isso, é sempre importante limpar bem bichos de pelúcias, carpetes e cortinas, além de deixar o local arejado. Irritação, coceira e lacrimejamento podem indicar alergia por algum dos fatores citados.

> Tratamentos inovadores da escoliose preservam crescimento das crianças

É importante destacar que, além desses cuidados, é essencial que os pais fiquem atentos à rotina de consultas da criança. “O ideal é que os pequenos comecem a frequentar o oftalmologista a partir dos dois ou três anos de idade, pois eles já conseguem colaborar com os exames”, explica o médico oftalmologista Massilon Vasconcelos.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: