publicidade AMC setembro 04/09

Retenção de líquidos: saiba como melhorar o inchaço no corpo

Saiba como evitar a retenção

8 de fevereiro de 2024

Inchaço nos pés, nos tornozelos, nas mão e no abdômen podem ser um sinal de retenção de líquido no corpo. Esse fenômeno acontece, principalmente, quando há um desequilíbrio entre os líquidos corporais presentes no corpo, como a água, as proteínas e os eletrólitos; e quando vazam, se acumulam nas regiões subcutâneas, fazendo surgir o inchaço ou a retenção.

De acordo com a médica generalista, Dra. Clarissa Aguiar, o consumo de alimentos e algumas doenças pré-existentes podem levar a essa condição. “Consumo excessivo de carboidratos, hipotiroidismo e até doenças mais graves nos rins, coração e fígado podem levar à retenção de líquido. Nas mulheres, a condição pode piorar a celulite e surgir por conta das alterações hormonais do período menstrual”, explica a médica.

> 74 mil novos casos de câncer de mama deverão ser diagnosticados até 2025

Importante nesses casos diferenciar do Lipedema, que vem ganhando destaque por ser uma condição cada vez mais recorrente em mulheres. Esta condição é dada por um depósito anormal de gordura em membros inferiores, que pode vir acompanhado de edema ortostático, inchaço comum em mulheres que passam mais tempo em pé.

Como tratar?

É de conhecimento popular que colocar as pernas para cima ajuda, mas não só isso. Mudar hábitos alimentares e praticar atividades físicas são medidas fundamentais.

A prática regular de atividades físicas contribui para o tratamento, já que ativa a circulação. Assim, o corpo trabalha em uma melhor distribuição de nutrientes, elimina toxinas e diminui os níveis de glicose no sangue. Além disso, manter uma boa hidratação, além de uma alimentação com boas fontes de proteínas e vegetais, evitando alimentos ultraprocessados e embutidos, contribui para a melhora.

> Atenção para os riscos de lesões ortopédicas durante o Carnaval

Uma confusão recorrente é eliminar sal da dieta, como se o mesmo fosse o vilão e o causador. Na verdade, se a dieta for pobre em sal, o corpo vai aumentar a absorção de sódio e com isso também poderá absorver mais líquido, piorando a retenção.

O sal que deve ter cuidado é aquele que se apresenta como super concentrado nos alimentos industrializados. Portanto, prefira o sal marinho integral utilizado em casa para cozinhar e evitar ao máximo produtos e temperos prontos.

Mas e o álcool?

De acordo com a médica, o grande problema é o abuso do mesmo. A grande maioria não faz consumo esporádico e sim, todos os finais de semana.

“O álcool leva à desidratação e inflamação, podendo, na grande maioria dos casos, levar à retenção hídrica nas próximas 24 horas após o consumo.Por isso a ingestão precisa ser com bastante cautela, lembrando que para cada uma dose de álcool deve-se ingerir pelo menos 200ml de água. Para evitar a desidratação, o inchaço e o mal estar, principalmente no carnaval, período no qual essa ingestão tende a aumentar”, explica Clarissa.

Quando procurar um médico

A retenção de líquido pode ser resolvida com práticas rotineiras, mas, a partir do momento que começa a dar sinais de piora e os sintomas tornam-se mais preocupantes, como desconforto com dor local, vermelhidão e calor na pele afetada, além do indicativo de uma doença sistêmica (problemas renais, cardíacos, hepáticos, etc), um médico deve ser procurado de maneira imediata.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:




LEIA MAIS:




COMENTE: