São Luiz RioMar

Varizes: causas e tratamentos

Mulheres que usam hormônios femininos por tempo prolongado têm grande chance de desenvolver varizes no futuro

24 de outubro de 2017
Varizes

As varizes têm origem genética e grande influência hormonal

Varizes. Um incômodo para muitas mulheres são as varizes, veias dilatadas, de cor roxa-azuladas, que se estendem ao longo das pernas. Presentes em 40% das mulheres brasileiras, as varizes podem ser mais do que problemas estéticos.

As veias das pernas possuem válvulas que se abrem e se fecham para que o sangue circule na região dos membros inferiores e retorne ao coração. Por predisposição genética, gravidez, idade, obesidade ou uso de pílula anticoncepcional, as válvulas passam a funcionar de maneira ineficiente e o sangue fica parado dentro das veias, resultando em veias deformadas e dilatadas.

Varizes – como evitar: 

As varizes têm origem genética e grande influência hormonal. Mulheres que usam hormônios femininos por tempo prolongado têm grande chance de desenvolver varizes no futuro. Algumas medidas de precaução podem ser tomadas:

  • Evite sedentarismo e ficar sentada por longos períodos de tempo.
  • Meias elásticas, prescritas por especialistas, ajudam a bombear melhor o sangue.
  • Evite excesso de peso para prevenir a sobrecarga do sistema circulatório.
  • Não fume: as substâncias do cigarro deixam o sangue mais viscoso, o que dificulta a circulação.

 

As coisas que você não sabia sobre o Ômega 3

Equilibre seu pH e livre-se de doenças

Adoçantes artificiais podem fazer mal à saúde

COMPLICAÇÕES

As varizes merecem mais atenção quando têm um aspecto inchado e causam incômodo. Um dos primeiros sintomas de alerta é a sensação de cansaço nas pernas.

Devido à má circulação do sangue pode ocorrer formação de edemas. Eczemas, quando a pele fica vermelha, escamosa e coçando, também são complicações decorrentes.

 

TRATAMENTO

Os métodos não cirúrgicos para tratar as varizes incluem aplicações de laser e injeção de medicamentos no interior dos vasos problemáticos. São recomendados para fases inicias do problema.

Para a cirurgia existem três indicações:

estética e prevenção da piora do quadro; funcional, quando o paciente apresenta sintomas e nos casos de urgência, quando há inflamação da safena magna na coxa e com progressão para a crossa da safena (região da virilha), levando ao risco de embolia pulmonar.

A cirurgia fecha os pontos de refluxo e retira apenas as veias superficiais dilatadas. O procedimento é rápido, o tempo de hospitalização é curto e a recuperação em casa pode durar algumas semanas.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: