Banner São Luiz – Miguel Dias

Diabéticos devem ter mais cuidado com o coração

Pelo menos 68% das pessoas com 65 anos ou mais com diabetes morrem de algum tipo de doença cardíaca

12 de novembro de 2019


Nesta quinta-feira (14) é celebrado o Dia Mundial de Combate do Diabetes e a data faz uma alerta para a saúde do coração também. De acordo com a Associação Americana do Coração, pelo menos 68% das pessoas com 65 anos ou mais com diabetes morrem de algum tipo de doença cardíaca. Além disso, os adultos diabéticos são duas a quatro vezes mais propensos a morrer de problemas cardíacos no comparativo com aqueles sem a doença.

A doença provoca um descontrole nos níveis de açúcar no sangue, o que desencadeia uma incapacidade de produzir e usar insulina no corpo. Isso gera um estado de inflamação e favorece o surgimento de placas de gordura que via se acumulando nas artérias, impedindo o fluxo sanguíneo. A deficiencia de insulina causa pressão nos vasos.

Para o cardiologista do hospital Prontocardio, Felipe Cahrrá, diversos são os motivos para a alteração no coração. “Entre eles estão a hiperglicemia, característica do diabetes tipo 2 que, em combinação com os ácidos graxos livres no sangue, pode alterar a composição dos vasos sanguíneos e desenvolver alguma doença coronária”, afirma. Outro ponto importante é que, ao desenvolver o diabetes, o revestimento dos vasos sanguíneos pode ficar mais espesso, e isso pode trazer prejuízos no fluxo do sangue, tendo como consequências problemas cardíacos e a possibilidade de acidente vascular cerebral (AVC).

> Mindfulness: o uso da atenção plena na alimentação e seus benefícios
> Proteína para vegetarianos: mantenha o equilíbrio na alimentação e bombe os músculos

Os cardiologistas também lembram que as pessoas com diabetes, especialmente do tipo 2, podem ter alguns problemas que contribuem para o risco de desenvolver doenças cardiovasculares como hipertensão, colesterol e triglicérides elevados, além de obesidade. “Todavia, exercícios físicos e alimentação equilibrada são peças chaves na vida de um diabético. Essa combinação evita complicações na doença e consegue até prolongar a expectativa de vida de forma mais saudável”, conclui o especialista. Embora não tenha cura, a doença pode ser tratada e controlada. Busque ajuda médica.

Dicas para ajudar a manter o coração saudável e os níveis de açúcar no sangue:

Busque primeiro ajuda profissional e tenha hábitos mais saudáveis :

  • Siga uma dieta balanceada e que seja rica em frutas, hortaliças e grãos
  • Pratique exercícios regularmente
  • Mantenha um peso saudável

 

 




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: