Banner São Luiz – Miguel Dias

Cuidado com os colírios!

O mau uso da solução prejudica a saúde dos olhos

11 de julho de 2014

blog1Poeira da rua, alergia, coceira nos olhos, sol. Muitos são os motivos que fazem com que as pessoas usem diariamente o medicamento sem qualquer tipo de prescrição.

No entanto, muitas delas não sabem que podem estar prejudicando, e muito, a saúde dos olhos. Se você é uma dessas pessoas, fique atento às palavras do oftalmologista Reno Verçosa, de Fortaleza, que explicou pra gente os riscos do uso inadequado deste produto.

Os colírios têm várias funções, eles podem agir como medicamentos propriamente ditos, para tratar o glaucoma por exemplo, ou podem ser usados como lubrificantes de uma maneira geral. Hoje existe uma infinidade de colírios para as mais diversas funções, e é aí onde está o perigo do uso de um colírio sem orientação do oftalmologista.

O uso excessivo de colírios sem orientação deve ser evitado. “O uso desta substância sem orientação e acompanhamento médico faz mal, visto que a grande maioria dos colírios contêm conservantes, portanto seu uso indiscriminado pode levar a alterações graves na córnea”, alerta o especialista.

Dr. Reno afirma que os colírios lubrificantes são os mais utilizados diariamente pela população, mas ressalta que mesmo os lubrificantes possuem conservantes, portanto também devem ser usados somente com orientação oftalmológica. Quando questionado sobre quais ocasiões o uso diário de colírio é indicado o especialista é categórico: “Não se deve usar colírio diariamente sem a necessidade e sem acompanhamento médico.”

Não existem colírios específicos para diferentes tipos de olhos e sim para diferentes tipos de necessidade, como por exemplo para pessoas que sofrem de glaucoma, olho seco, conjutivite, estc. Por isso as variações deste medicamento são muitas.

Existem colírios à base de corticóide, que podem causar catarata, podem favorecer o desenvolvimento de glaucoma. Existe também o colírio clareador, que é um vasoconstritor e é o tipo mais vendido no país, no entanto, conforme afirma o especialista, “eles deixam o olho branco, mas não trata nada”.

Portanto, fique atento e só use o medicamento com orientação do seu oftalmologista, evitando, assim, uma consequência irreversível na saúde dos seus olhos.

Captura de tela 2014-06-05 às 09.45.24

Dr. Reno Verçosa

Oftalmologista

Serviço:
Clínica de Aperfeiçoamento Visual Islane Verçosa
Av. Santos Dumont, 5150 – Papicu
Contato: (85) 3066.1400




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: