Banner São Luiz – Miguel Dias

Carnaval: governo lança campanha de prevenção contra ISTs

Ministério da Saúde alerta para o aumento de sífilis e HIV

26 de fevereiro de 2019

Às vésperas do Carnaval, cresce a preocupação com as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e os cuidados devem ser redobrados. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) orienta a população sobre os cuidados e prevenção das ISTs. “Mesmo nos dias de folga e de folia, é preciso ter atenção com a saúde. A alegria de conhecer pessoas novas deve ser acompanhada de medidas de prevenção, para poder curtir o carnaval com segurança”, ressalta Telma Martins, articuladora do Grupo de Trabalho de IST/ Aids da Sesa.

>Previna-se contra as principais Doenças Sexualmente Transmissíveis

>Doenças sexualmente transmissíveis podem comprometer a fertilidade

>Dezembro vermelho: 535 casos de HIV no Ceará em 2018

De acordo com a Sesa, as infecções sexualmente transmissíveis são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos. Ao contrair ISTs o organismo fica mais vulnerável a outras doenças, inclusive a Aids, além de terem relação com a mortalidade materna e infantil. Em 2018, foram confirmados 1.346 casos de infecção por HIV, 722 casos de aids e 155 óbitos no Ceará. Em relação às hepatites virais, no mesmo ano, 175 casos de hepatite B e 196 de hepatite C foram confirmados no estado.

Entre os dias 25 de fevereiro e 1º de março, diferentes ações de prevenção e promoção à saúde serão realizadas pela capital. Na programação, orientações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento de HIV/ aids, sífilis, hepatites virais e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST). Haverá também distribuição de preservativos.

Nos dias 27 e 28, das 14 às 18 horas, o público terá acesso a testagem rápida no Shopping Benfica. Os testes são feitos a partir da coleta de uma pequena quantidade de sangue da ponta do dedo e fluído oral. “Os exames, colocados em um dispositivo de testagem, dão o resultado minutos depois. Dependendo do diagnóstico, os encaminhamentos para os serviços de atendimento em doenças sexualmente transmissíveis serão feitos na hora”, diz Telma.

Carnaval: campanha

O Ministério da Saúde lançou nesta semana a campanha de conscientização sobre o uso da camisinha e distribuirá 12 milhões de unidades durante o Carnaval. “Pare, pense e use camisinha”. Esse é o slogan da Campanha de Carnaval lançada nessa sexta-feira (22) pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em Salvador (BA). A ação visa conscientizar os foliões que irão pular Carnaval por todo país. As embalagens foram pensadas para dialogar com o público jovem.

Segundo o Ministério da Saúde, os homens entre 15 e 39 anos são o principal foco da campanha. De acordo com o último boletim epidemiológico do HIV/Aids, 73% dos novos casos da doença em 2017 aconteceram entre homens com a faixa etária acima descrita.

Dados do Boletim Epidemiológico de Sífilis 2018, divulgado pelo Ministério da Saúde, relatam que a taxa de detecção de sífilis adquirida passou de 14,4 casos em 2012 para 58,1 em 2017 por 100 mil habitantes.

Vale ressaltar que os cuidados e prevenção valem para a vida inteira, porém é nesse período do ano que aumentam as infecções esse faz necessário reforçar a necessidade dos preservativos.

Previna-se

O uso do preservativo masculino ou feminino em todas as relações sexuais é o método mais eficaz para evitar a transmissão das infecções sexualmente transmissíveis, do HIV/aids e das hepatites virais B e C, alémde evitar uma gravidez indesejada. As unidades básicas de saúde do estado oferecem gratuitamente camisinhas masculinas e femininas.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:




LEIA MAIS:




COMENTE: