São Luiz RioMar

Uso indevido de colírio pode causar problemas de visão

Saiba qual o melhor tipo de medicamento para o problema a ser tratado

30 de Janeiro de 2018
colírio

O uso do medicamento sem prescrição médica pode causar sérios problemas de visão.

É comum pensar em usar colírio quando há qualquer incômodo nos olhos. No entanto, o uso do medicamento sem prescrição médica pode causar sérios problemas de visão.

> Endometriose: saiba mais sobre essa doença silenciosa e devastadora
> Hábitos ruins que causam prisão de ventre
> Overtraining: os efeitos do excesso de treino para a saúde
> Febre Amarela: tudo o que você precisa saber sobre a doença

Por ser considerado um remédio, o mau uso de colírios pode causar problemas como aumento da pressão ocular e reações irritadiças simples no olho e até mesmo o estímulo do aparecimento de glaucoma e aumento da progressão de catarata. 

Tipos de colírio

Segundo o médico oftalmologista Edmar Guedes, os tipos de colírio se diferenciam de acordo com a especificação de cada tratamento, variando a frequência, dose e o tempo de utilização. O indicado é sempre procurar ajuda médica para saber qual a melhor fórmula, dependendo do problema desenvolvido. Os principais são: 

Lubrificantes

Indicados para pessoas com baixa lubrificação no olho ou usuários de lentes de contato. São geralmente indicados para problemas menos graves, como ardor e irritação provocados por pequenos incômodos como sujeira, calor seco, vento ou cosméticos.

Antibióticos

Esses colírios são utilizados no tratamento e na prevenção de infecções e inflamações oculares causadas por bactérias (ex: conjuntivite).  

Antiinflamatórios

Este tipo de colírio é especialmente indicado nos casos de recuperação de uma cirurgia nos olhos ou no tratamento de doenças como conjuntivite viral, crônica ou outras inflamações.

Antialérgicos

São colírios indicados para o tratamento da conjuntivite alérgica, coceira persistente, inchaço e irritações leves nos olhos. Pode provocar sonolência.

Anestésicos

São colírios que devem ser usados somente em meio hospitalar ou em consultório, para realização de exames de diagnóstico. Esse medicamento é usado apenas antes de procedimentos. Caso usado de forma indevida, pode provocar lesões na córnea.

Como usar

Todos os tipos de colírios tem indicações específicas e podem apresentar efeitos colaterais caso usados de forma indevida. “O olho é uma estrutura nobre e sensível, é muito importante tomar bastante cuidado antes de colocar o medicamento”, alerta o oftalmologista.

Alguns dos cuidados básicos necessários para evitar as complicações são:

  • Higienizar as mãos antes de aplicar o colírio
  • Não encostar a ponta do frasco nos cílios, dedos ou no próprio olho
  • Manter o frasco em um local arejado sem muitas elevações de temperatura
  • Respeitar o prazo de validade
  • Não compartilhar o colírio com outra pessoa
  • Manter os olhos pressionados após a aplicação para o colírio ter melhor efeito

Dica: Para quem usa lentes de contato, o cuidado é redobrado. “O ideal é ter a indicação e o acompanhamento adequado para se certificar que a pessoa ainda está pata a usar a lente”, explica o médico.  

Serviço 

Dr. Edmar Guedes
Núcleo de Oftalmologia – Torre Saúde Hospital São Mateus
Av. Santos Dumont, 5633 – 15º andar




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: