Banner animado assembleia abril

Testes de potencial vacina para Covid-19 começam a ser realizados no Brasil

A vacina está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford

23 de junho de 2020

Uma potencial vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford já está sendo testada em voluntários no Brasil desde a última sexta-feira (9), em São Paulo, de acordo com a Fundação Lemann, financiadora da iniciativa.

> Dia da Imunização reforça importância da vacinação

> Potenciais pesquisas sobre vacinas contra COVID-19 avançam no mundo

Ela é uma das 141 cadastradas na Organização Mundial de Saúde (OMS) e está entre as 13 que já estão em fase clínica de testes em humanos no mundo. Os testes para a vacina ChAdOx1 nCoV-19 são coordenados Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e têm como objetivo avaliar a sua segurança, eficácia e imunogenicidade.

Já foram realizados testes iniciais em animais e estudos clínicos em humanos na Inglaterra. Agora, cerca de mil profissionais de saúde brasileiros foram recrutados como voluntários para a pesquisa.

Os participantes serão divididos em dois grupos: um tomará a vacina e o outro será testado com a vacina-controle MenACWY. Dessa forma, será feita a comparação para identificar o percentual de pessoas vacinadas que não desenvolveu a doença e a proporção de indivíduos testados com a vacina-controle que acabou infectada pelo coronavírus.

Sobre a vacina

A vacina ChAdOx1 nCoV-19, conhecida como AZD1222, usa um vetor viral baseado em uma versão enfraquecida do resfriado comum (adenovírus) contendo o material genético da proteína spike Sars-CoV-2. O vetor de adenovírus recombinante (ChAdOx1) foi escolhido para gerar uma forte resposta imune a partir de uma dose única sem causar uma infecção contínua no indivíduo vacinado.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: