Banner Orgânico

Atenção para os tipos de barrinhas de cereais que você está comprando

A maioria possui alto teor glicêmico e pouca fibra. Fique de olho!

6 de julho de 2015
FOTO: Divulgação

FOTO: Divulgação

Para quem está passando por uma mudança de hábitos para perder aqueles quilinhos a mais, as famosas barrinhas de cereais costumam fazer parte das refeições. Mas será que elas são realmente eficazes para perda de peso?

De acordo com a nutricionista Ticyana Falcão, de Fortaleza, caso não haja tempo para organizar um lanche mais natural ou de fazer aquelas comprinhas light no supermercado, elas são bem-vindas. Na dúvida, nunca fique sem se alimentar!

Porém, a maioria das barras possuem alto teor de carboidratos e sódio, e pouco contribuem para uma dieta satisfatória. “Sempre, em todo produto industrializado devemos aprender a interpretar a tabela nutricional. Devemos ler os ingredientes da barrinha, o primeiro ingrediente é o de maior concentração, e segundo ingrediente é o segundo de maior concentração e assim sucessivamente”, explica a nutricionista.

Essa foi a escolha da nossa equipe: de gergelim e quinua! Siga @saudefortaleza

Essa foi a escolha da nossa equipe: de gergelim e quinua! Siga @saudefortaleza

Por isso, é importante ficar atento sobre os tipos de barrinhas que você consome. Saiba quais tipos você deve evitar: 

De olho nas fibras!

Devemos evitar as barrinhas ricas em carboidratos e pobres em fibras, isso indica que a maioria dos carboidratos são de alto índice glicêmico (esse tipo de barrinha não favorece a boa composição corporal). Optar pelas barrinhas com, no mínimo, 2,5 ou 3g de fibras.

Sódio: tão importante quanto o açúcar

Tente consumir uma de baixo sódio, no máximo 200mg de sódio, que no caso já é alto. Nada de ficar avaliando as calorias da barrinha e levando isso como o mais importante.

Outra opção bacana da Roma Distribuidora (@romadistribuidora)

Outra opção bacana da Roma Distribuidora (@romadistribuidora)

Atenção aos ingredientes

As barrinhas que têm como ingredientes principais o açúcar, xarope de glicose, chocolate ao leite e adoçantes artificiais devem ficar longe da sua sacolinha de compras!! Escolha as que se encontram em primeiro lugar ou em maior concentração: aveia, cereal integral, castanhas, granola, quinua, amaranto, sementes e frutas secas. Ah, e nada de barrinha do tipo “mousse de maracujá”, “tortinha de chocolate” ou similares.

Lembre-se: o mais importante são os ingredientes, o índice glicêmico e o teor de fibras! “Hoje temos também as barrinhas de proteína, mix de oleaginosas e sementes envasadas em porções pequenas para lanches que podemos combinar com biscoitinhos de arroz integral, bolinhos e biscoitos de aveia”, cita Ticyana Falcão.




QUEM LEU ISSO TAMBÉM LEU:







COMENTE: